A Persistência

    Desafio: Subordinado, persista pelo tempo que achar necessário, mas, jamais deixe de olhar para o lado em busca de reconhecimento. Seja na sua empresa ou no mercado. Você, líder, comece por hoje a reconhecer trabalhos bem feitos. Verás sua aceitação crescer de maneira assombrosa e sua produtividade aumentar de maneira facilmente perceptível.

#67-APersistencia

Em nosso dia a dia, no nosso trabalho, inúmeras vezes nos sentimos um pouco desmotivados. Esse sentimento é causador de muitas situações em que a pessoa se sente desanimada. Ou talvez o inverso seja verdadeiro. O desânimo leva à desmotivação.

            Eis que essas duas sensações são muito maléficas para o desenvolvimento do trabalho e prejudicam muito a carreira profissional e o desempenho de um trabalho individual ou em grupo. Os maiores causadores de desânimo dentro de equipes (apenas dois vou descrever) são os seguintes:

            – Exposição ao ridículo – ter a atenção chamada de maneira sutil em frente a demais colegas já causa muito desconforto. Ser fortemente repreendido em frente a outras pessoas é o maior desmotivador que pode existir.

            – Falta de reconhecimento – você faz todo o trabalho certo. Entrega mais do que lhe foi solicitado. Trabalha com afinco e dedicação. Mas, jamais recebeu, sequer, um “belo trabalho, siga assim que terás um futuro brilhante”.

            Essas situações são muito comuns em todas as empresas. A exposição ao ridículo caiu muito em virtude da melhora geral dos programas de gestão de recursos humanos. No entanto, o reconhecimento dos méritos continua sendo um dos maiores problemas na gestão de pessoas.

            Você, subordinado, que sofre com as situações acima tenha em mente que está fazendo o seu melhor. Está entregando mais do que lhe solicitaram. Persista, siga em frente, que a sua oportunidade vai chegar. Seja na empresa em que trabalhas, seja no mercado de trabalho.

            Senhor (a) chefe! Vou supor que exposição ao ridículo já foi abolido da sua maneira de gerir pessoas. Caso encerrado. No entanto, uma pergunta: quanto tempo faz que você não reconhece um trabalho bem feito por um subordinado ou colega seu? Se não lembras estamos com um sério problema. Poderás estar perdendo produtividade por desmotivação individual ou até mesmo do grupo.

  Qual a salvação? Mesmo que não tenha por hábito reconhecer bons trabalhos nunca será tarde para começar. As pessoas tendem a persistir por muito tempo buscando ser reconhecidos antes que peçam para sair da empresa. Essa persistência é o que você precisa para recomeçar. Pense nisso, mãos à obra e seja o agente de sua própria mudança.

Por: Márcio Elias Fülber

Gostou do texto? Então clique aqui e cadastre-se para mais novidades. É simples: você receberá um e-mail de oviralatacontato@gmail.com com um link. Clique nele para confirmar. Toda semana tem um texto novo para você. Conheça a origem do blog O Profissional Vira-Lata clicando aqui. O blog não tem fins lucrativos.

Curta facebook e compartilhe.

Próximo Post: O Vendedor Vira-Lata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: