O Gerente Bonachão

#38-OGerenteBonachao     Alguns gerentes são mais queridos por seus liderados do que por muitos de seus familiares. Pasmem! Essa é uma dura verdade. Como não gostar de um supervisor que faz de tudo para lhe agradar, sempre lhe dá descontos, nunca lhe repreende e, mais ainda, soluciona os maiores problemas por você? Por incrível que pareça existem muitos gerentes assim.

     Se você nunca foi chamado para uma conversa de correção e alinhamento de conduta, provavelmente seu gerente é um deles. Se você trabalha com vendas, solicita descontos ao seu gerente e sempre é atendido, isso não é apenas uma evidência, mas a prova de que ele é o Gerente Bonachão.

     A situação ficou um pouco mais difícil? Lá vem o Gerente Bonachão solucionar o problema que seria de sua obrigação resolver. Leia o Vendedor Dengoso e entenderá que esse profissional tem certas características por que seu Gerente Bonachão não sabe impor limites, tampouco regras.

     Para que serve um gerente afinal? O gerente tem como função primordial coordenar todas as atividades da equipe mostrando o caminho para a realização das metas estabelecidas. Ele também deve ser a pessoa que instiga o crescimento de seus liderados visando até a sua promoção.

     Ao resolver por você as pendências o gerente está cometendo um grave erro por que essa atitude retarda o seu amadurecimento profissional. Quando mais você precisar, não estará apto a solucionar um inesperado problema. Ao conceder todos os descontos solicitados o gerente borra as imagens de valor agregado do produto e da empresa. Pior: cria um hábito terrível que é dar descontos. Ao não lhe dar feedback – tanto positivo quanto negativo – o Gerente Bonachão deixa as portas abertas para sua demissão. E se isso acontecer você simplesmente não saberá quais foram os motivos, afinal, ninguém nunca lhe falou nada.

     O gerente deve conquistar o respeito de seus liderados. Pode até ser idolatrado por eles, mas que seja em razão da liderança que tem, pela proatividade ou pelo encorajamento ao desenvolvimento pessoal e profissional que promove. Esse gerente amado é o futuro diretor e assim por diante. Pensem nisso, caros gerentes!

Por: Márcio Elias Fülber

Próximo post: O Leão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: